• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Liberdade de Expressão x Vulgaridade

Foram séculos e séculos de luta. As mulheres lutaram muito por liberdade e aos poucos vieram conquistando o direito ao voto, de trabalhar fora, de dar opinião, de realizar e de ser independente, diante de uma sociedade extremamente machista.
Muitas mulheres conseguiram a tão almejada liberdade, mas hoje algumas não sabem o que fazer com ela ou melhor fazem jogam a fora no lixo.
Isto me me fez lembrar a notícia em foco da semana da universitária que causou tumulto numa universidade.
A palavra principal pra mim no episódio seria Bom Senso.
Bom Senso para a universitária, pois cada lugar tem o tipo de roupa pra ser usada, para os alunos que fizeram um auê totalmente desnecessário diante da situação e para a universidade que não tomou partido nem da aluna e nem dos demais lavando suas mãos, poderia ter ocorrido uma situação mais grave.
Penso que liberdade de expressão e vulgaridade são palavras com definições completamente diferente, mas muitas pessoas tem confundido uma com a outra.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

16 comentários:

  1. o mal e se expor,acho que é uma certa carencia,fazendo coisas absurdas é normal que aja atençao.
    nao podem perde o valor pq valor é dado enquantu se tem nao depois que se perde ass:nati bejao

    ResponderExcluir
  2. "...Penso que liberdade de expressão e vulgaridade são palavras com definições completamente diferente, mas muitas pessoas tem confundido uma com a outra....", massa esse trecho! Muito complexo esse tema, vc fez umbelo apanhado, conseguiu muita precisão para abprdar o assunto num texto tão breve! As melheres gsanharam o mundo, deixaram elaschegarem, agora ng segura, rs

    ResponderExcluir
  3. Concordo, e ao meu ver as mulherer, apesar de ter conquistado mais direitos, foram subjugadas a ditadura da beleza. A quantidade de mulher que vira "pscicotica" com a beleza é incrivel, elas competem contra elas mesmas para mostrar que são mais bonitas.
    Acredito que a vaidade é algo natutal, mas uma super cobrança faz com que muitas vezes as mulheres se tornem vulgar.
    A mulher é linda como é, não é necessario um chortinho que mostre até... para que ela seja notada.
    (Acho que uma opnião masculina pode ser util num tema como este)
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. É o que falo sempre para minha ex-namorada, mas parece que ela não entende.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que nunca se confundiu realmente liberdade de expressão com vulgaridade. Tiro isso por um documentário que uma vez vi da MTV em que Fernanda Abreu (diga-se de passagem, ótima cantora) disse que as cantoras de funk carioca exercem esse direito. Como assim? O direito de dizer que é cachorra? O direito de dançar até o chão, como se o corpo importasse mais que a cabeça? O direito de avisar a outra mulher que está saindo com o marido dela e ainda humilhá-la através de mil apelidos? Sinceramente, dispenso esse tipo de liberdade de expressão. Acho que se é para falar besteira, melhor ficar calada. Um show de vulgaridade sem tamanho.
    Beijos, blog tudo de bom!

    ResponderExcluir
  6. Ana Paula F. Brito8 de novembro de 2009 20:11

    Gostei muito do seu blog, posts objetivos, interessantes e úteis. Adcionei ele a lista de "recomendados" no meu blog. Passa lá para ver. ;}

    ResponderExcluir
  7. Realmente para cada local existem suas possibilidades de como vestir-se. Mas achei desnecessária essa mídia toda, até porque existem outros casos bem mais urgentes.

    ResponderExcluir
  8. aqui vai minha humilde opiniao que nao mudara em nada o mundo, mas, fico olhando como o certo se tornou errado e o errado o certo.

    o errado no caso da estudante foi a faculdade ter deixado ela entrar pelos portoes.se tivessem cercado ela na entrada nada daquilo teria acontecido e ela nao estaria tirando proveito da situaçao indo a programas de tvs se achando uma artista.

    a midia tambem contribui e muito para o que nao presta, porq da espaço pra uma coisa dessas?
    ela nao esta nem ai, na verdade hj ela ta é ganhando dinheiro com a situaçao, e quem fez a fama dela?outros otarios da faculdade.

    ResponderExcluir
  9. Antes de qualquer coisa o que tem que ser colocado é que o conceito de vulgar é muito abstrato. Como diria Cléber Machado, o que é vulgar pra mim pode não ser para você, ou não.
    O funk é uma expressão popular autêntica, disso não há quem duvide.
    Se as letras abordam assuntos sexuais é por que é o mote do funk e assim ele foi criado, desenvolvido e massificado.
    O homem é produto do meio, diria o outro, e a cultura que a maior parte da população brasileira nasce, cresce, procria e morre é exatamente essa, seja o brega do Pará, seja o funk do Rio ou o Tchan em Salvador.
    Agora eu pergunto: é certo dar o rótulo de vulgar a alguém pela música que ouve/dança/cria? Ou pelas roupas que usa, independente de onde use?

    Você tem todo direito de não querer usar um short curto ou uma mini-saia se você julgar vulgar.
    Mas enquanto vocês passam seus dias a julgar uma moça, independente do comportamento dela, pela roupa que ela escolheu pra ir pra faculdade, ela, as funkeiras e as dançarinas de brega estão levando suas vidas sem se incomodar com o recalque da classe média.
    A diferença mora em não concordar e respeitar.

    E Se for pra julgar, vamo começar pelas pessoas que viraram fã de carteirinha de Michael Jackson depois que ele morreu. Antes disso o mundo todo tinha certeza de que ele comia criancinhas (no mau sentido) e que a quantidade de plástica que ele fez ultrapassou o vulgar e tornou-se bizarro, mas hoje quem não tiver o Thriller em casa tá completamente "out".
    Ou então pelas garotas do fantástico, que nos 80's invadiam a minha sala seminuas rebolando nos seu bambolês multicoloridos.
    Ou a Tatuagem que era coisa de bandido nas décadas passadas e hoje em dia tá todo mundo riscado e achando lindo - inclusive eu.
    Ou Ficar, que era coisa que nem existia, uma promiscuidade só e hoje tá todo mundo se pegando aê - inclusive os alunos da Uniban.

    Dá pra julgar os fãs de Michel Jackson, as garotas do fantástico, a tatuagem ou o simples ato de ficar como coisas vulgares? Eu acho que não.

    Tá na hora de descer do trono pequeno burguês e passar a questionar as coisas realmente questionáveis.

    ResponderExcluir
  10. amei o que disse, tem toda a razão, e digo mais, sempre dizem p nao nos preocuparmos com o que os outros pensam, mas vivem em uma sociedade e nao devemos anarquizala (escrevi certo??) temos que ser coerentes com o que dizemos propomos, isso se mostra no nosso modo de se vestir e agir perante aos outros, desse modo que consegumos o que sempre lutamos.

    pacnofobia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Realmente essa menina e brilhante, conseguiu irritar os colegas de universidade para se alavancar na mídia, e ao mesmo tempo serve de distração para o povo que não estão vendo que o IPTU vai subir, eu queria que haja mobilizações para evitarmos sermos roubados por esses políticos filhos da .....

    http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1380990-5605,00.html

    ResponderExcluir
  12. Sério que tu não vai aprovar meu comentário?

    ResponderExcluir
  13. Felipe,
    O Ponto de vista de cada um depende da vista de cada ponto.
    Cada um dá sua opinião como enxerga os pontos.
    O essencial é respeitar a opinião dos outros.
    Eu respeito a sua opinião.

    ResponderExcluir
  14. Isso ai as "feministas" estão estragando tudo que as mulheres de verdade conseguiram! hoje em dia as mulheres detêm quase o mesmo poder dos homens, existem muitas mulheres em meios antes nem sonhados por elas, eles estão se dando muito bem, estão mostrando que não existe diferença e que lugar de mulher é trabalhando tambem para desenvolver a sua vida, sua cidade seu mundo! as mulheres estão com a bola toda, mas, existem algumas que persistem na antiga definição de machismo, hoje em dia mais do que nunca, as MULHERES DE VERDADE, ja mostraram que podem e são tão capacitadas quanto os homens, essa questão de vulgaridade ai, e o que eu assisti no protesto da UNB que mulher não é objeto e etcs, estão denigrindo a IMAGEM da verdadeira MULHER que têm seu lugar garantido e respeitado na sociedade, hoje em dia quem tem preparo indepedente de sexo e religião, e tambem tem vontade de crescer tem seu lugar garantido! me deixa muito triste este fato que ainda persiste de que existe um MACHISMO, bem como, que existe um FEMINISMO, estamos aqui para viver uma vida em conjunto! não um contra os outros! trabalho com mulheres, tenho como chefe uma mulher! e adoro meu emprego porque ela tem mais tato para lidar com as situações do que um homem teria! MULHERES DE VERDADE! POR FAVOR CONTINUEM SENDO E AGINDO com respeito próprio e responsabilidade! O LUGAR DE VOCÊS ESTA GARANTIDO! quanto as que querem apelar para o CORPO... ou a vulgaridade! MEUS PÊSAMES! vc destrói o que as outras construiram...

    ResponderExcluir



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet