• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

O Perfil das Tribos Urbanas

As tribos urbanas tem se multiplicado e crescido muito nos dias atuais, virando moda entre a juventude.
São tribos como: punks, emos, geeks, clubbers, grafiteiros, funkeiros, webcelebridades, rappers, góticos, metaleiros, rpgistas, drag queens, grunges, skinheads, nerds, otakus, darkstyles, headbanger's, hippies, surfistas, patricinhas, mauricinhos, white powers, roqueiros e tantos outros.
Eles possuem um estilo próprio e uma filosofia de vida se fechando para o mundo.
A juventude tem uma necessidade natural de criar uma identidade própria, por isso procuram tribos que tenham as mesmas ideias, pensamentos e gostos que o seu.
O problema é quando estas tribos começam a influenciar negativamente na vida das pessoas.
Alguns se deixam influenciar facilmente e acabam por deixar a vida social de lado, a família e até a escola.
As tribos urbanas são uma forma de contestação da juventude a sociedade.
Eles tentam chamar a atenção das pessoas como se falassem: "Eu existo!", mas o que conseguem é virar motivo de gozação, um preconceito explícito e uma rivalidade com outras tribos.
Acho que existem outras formas mais reais e concretas para protestarmos contra as injustiças e as coisas ruins da nossa sociedade.
Não faço parte de nenhuma, mas o essencial é cada um na sua tribo, respeitando a tribo do outro.


Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

17 comentários:

  1. O respeito de uma tribo por outra é essencial e raro.

    ResponderExcluir
  2. O Maior problema realmente é quando se deixam influenciar pro lado negativo... to com voc' (não faço parte de nenhuma tribo =D

    ResponderExcluir
  3. Não acho que os nerds sejam uma tribo, mas tudo bem.
    Não sou de nenhuma tribo e nem quero ser. O que falta entre elas realmente é o respeito.

    ResponderExcluir
  4. É como você apresentou, o ruim "é quando estas tribos começam a influenciar negativamente na vida das pessoas". Talvez seja por influência de outros ou por desejo próprio mesmo. E o que era para ser "normal" passa a ser algo procupante, não só para a família como também para a sociedade, uma vez que devido a algumas regras impostas por certas tribos, pessoas que não tem nada a ver são afetadas por não fazer parte ou por não ser a favor de tais comportamentos.
    Gostei do texto, Millena.
    Parabéns e sucesso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito a favor desse negócio de tribos. Acho que cada um na sua e respeitando sempre o modo de vida dos outros.
    É assim que deveria ser.

    ResponderExcluir
  6. Também não gosto de ser "rotulado" o grande problema das tribos e que a pessoa acaba tomando aquilo como verdade, fecha os olhos para o mundo ao seu redor. Nada contra você andar com pessoa que fazem o seu estilo, mas não pode deixar de respeitar o diferente, e é exatamente o que falta hoje, não só para as tribos como para sociedade de formar geral.

    Ótimo post, estarei te seguindo, até breve.

    ResponderExcluir
  7. TBM NAO ME CONSIDERO DE NENHUMA TRIBO! sou bem alternativo!

    ps: esqueceu dos coloridos! AHUhauHAUHA

    OBRIGADO PELO COMENTARIO LA NO MEU BLOG!
    to te seguindo, pode me seguir tbm! eu deixo! HAUhau
    aBRAÇOS!

    ResponderExcluir
  8. A sociedade exige que você escolha um grupo. Mas os grupos tendem a querer destaques. Mesmo que de forma negativa.

    ResponderExcluir
  9. Ultimamente eu tenho é vergonha do que os jovens vem fazendo. Meninos são meninas, e meninas gostam dos meninos-meninas. Argh!

    ResponderExcluir
  10. As tribos possuem uma dupla-mão: contestar a sociedade e se fazer presentes destacadamente na sociedade. Elas não ficam fora da sociedade, mas ficam fechadas dentro da sociedade, formando "subsociedades".

    Acho que, acima de pertence a uma tribo X ou Y, tem de haver respeito entre tais tribos.

    http://desquotidiano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. tbm nao faço parte de nenhuma tribo, e respeito a opçao de cada um, afinal gosto nao se discute :)

    ResponderExcluir
  12. Pois é, Mi...tb n pertenço a nenhuma tribo, porém respeito quem faz este tipo de opção para si. Acho que mtas delas só serve para deixar alguns jovens anti sociais e deprimidos.
    Ótima semana pra ti.
    Um beijão!!!
    Me visita, vc nunca mais esteve lá =(
    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ah, eu respeito de boa, cada um tem seu jeito.
    Aqui no nordeste n vejo mto essas ^modinhas^ Vi mt quando fui p SJC - SP.

    ResponderExcluir
  14. Nada contra pessoas que se ajuntam em grupo por ideologias e tal... Como vc bem disse, é a forma de certas pessoas se afirmarem. Não preciso disso, ainda bem. Gosto de rock, mas não sou roqueiro; e por aí...

    bj
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  15. Com certeza, independentemente da "tribo" a qual pertença, o estilo que o jovem escolheu pra se auto identificar, a palavra de ordem deve ser: RESPEITO!

    Tmb não pertenço a nenhuma, amo rock mas gosto de outros estilos...

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  16. Acho que sempre teve isso na juventude. Desde anos atrás quando a briga era entre grupos que defendiam determinados partidos políticos, ou quando Beatles entrou em ação nos anos 60 e quem não ouvia beatles era "mané" e por ai vai. Eu acho que no final das contas, quando eles crescerem eles vão perceber que há outras maneiras de contestar como você disse, mas é tudo um processo evolutivo da vida na sociedade urbana em minha opinião. (se bem que ultimamente ta um pouco além da conta hehehe). Abraço!

    ResponderExcluir



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet