• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Trilogia A Fundação – Isaac Asimov



Como bom filho dos anos 90, sempre achei que a ficção científica combinava mais com cinema do que literatura. Eis que certa feita visitando a livraria do Sr. Saraiva encontrei a trilogia Fundação com o seguinte prefácio “...A série de ficção científica e fantasia que superou O Senhor dos Anéis e John Carter em Marte”. Não sou adepto de ler livros que se comparam com outros para tentar se vender, mas desta vez resolvi me arriscar, e o resultado foi a descoberta do autor que rivalizaria com Bernard Cornwell pela minha preferência literária. Dono de uma narrativa rápida que, ao contrário de Tolkien, abstém-se de qualquer descrição mais detalhada para focar basicamente na construção da trama, ler Asimov é estar num thriller ininterrupto. Às vezes tem-se a impressão de estar lendo um roteiro de filme, com sequências intermináveis de diálogos intercaladas com pequenas pausas para situar os personagens. Pode parecer estranho uma série de ficção científica, onde o autor geralmente busca transmitir sua visão do futuro, não apresentar propriedades deste futuro, mas esta carência de Asimov foi justamente o que salvou e abrilhantou sua obra, pois de todos os gêneros literários, a sci-fi tende a datar mais rapidamente, por razões óbvias. Mas afinal, do que se trata a série Fundação? Imagine um futuro onde toda a via láctea foi colonizada pelos seres humanas e é governada por um único império, império este corrupto e decadente. Imagine um cientista que preveniu que a queda iminente e irreversível de tal império culminaria num período de dez mil anos de caos. Porém, por meio de equações matemáticas criadas por especialistas sociais, se poderia prever o comportamento de toda a humanidade como um organismo único e, desta forma, conduzi-la por um caminho que diminuiria a era de caos de dez para apenas mil anos. Esta é a premissa da Fundação, uma parábola histórica que explora nossa capacidade como ser humano de, vez após outra, cometer os mesmos erros.

Por Bruno Schenk
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

2 comentários:

  1. eu n li mas eu sei da historia do "fundação" achei muito interessante

    ResponderExcluir
  2. Hum.... Parece ser bom. Mas acho que ficção as vezes pode ser difícil ler. Pois que ver pela razão não consegue muitas vezes ler livros de coisas inventadas ou fantasiadas que foge muito da realidade, é meio difícil.

    ResponderExcluir



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet