• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

A Realidade do Turismo, Hotelaria e Aeroportos Brasileiros

Com a Copa do Mundo, as Olimpíadas e a Copa das Confederações tem se falado muito sobre o turismo no Brasil.
Mas, será que estamos preparados para receber os estrangeiros no país?Temos infraestutura?
O que se vê em termos de hotelaria e restaurantes são profissionais despreparados que não sabem falar outros idiomas e hotéis que não possuem sequer apartamentos adequados para  pessoas com deficiência.
Muitas vezes não se consegue uma vaga nos hotéis nos meses em que não tem eventos em algumas cidades brasileiras, imagina no período em que acontecerá os jogos como será pior ainda.
Lembrando que a maioria dos estudantes e formandos em Turismo e Hotelaria não trabalham na área.
Quando se fala em orientação para os turistas, a situação fica mais difícil, pois não se encontra placas orientando em outros idiomas os pontos turísticos, os de ônibus e acaba que muito pegam táxis que se aproveitam pelo fato das pessoas serem estrangeiras.
Para começar, quando um brasileiro tem a opção de escolher se quer conhecer uma cidade brasileira ou outro país acaba fazendo a opção por um país estrangeiro, pois a passagem aérea é mais barata do que para conhecer uma cidade brasileira.
Mas, quando o assunto são os aeroportos, o problema já começa quando se enfrenta o caos dos trânsito para chegar neles.
Para arrumar uma vaga para estacionar o carro é quase uma missão impossível, porque nunca tem lugar.
Chegando nos aeroportos, os funcionários dos guichês das companhias aéreas são totalmente desqualificados, pois nunca sabem dar informações sobre nada.
Tudo bem que o dia em que o tempo está impróprio para vôos, não tem como prever quando e nem como a pista será liberada para decolagem e pouso das aeronaves, mas as companhias aéreas deveriam treinar melhor os funcionários para lidarem melhor com a situação.
As filas que se formam diante dos guichês é outro desrespeito, pois deveria ter mais funcionários para fazerem o atendimento ao público.
O portão de embarque e desembarque nunca é o que eles falam e está sempre sendo modificado a todo momento.
Se a fome apertar, os passageiros tem que ir preparados, pois os preços de alimentação dos aeroportos são extremamente caros, muitos estabelecimentos se aproveitam sabendo que não tem muitas pessoas que sabem como e nem onde buscar alternativa para comerem e cobram além do habitual.
Até porque se for para sair do aeroporto para comer, corre-se o risco de não conseguir voltar devido o trânsito nas ruas para pegar o vôo.
Além de tudo isso, ainda tem uma demora para despachar e pegar a bagagem sem justificativa nenhuma.
O passageiro pode ter sorte se a bagagem não for extraviada.
Enfim, com muito custo, chega-se dentro do avião.
O atendimento das companhias aéreas com a tripulação também deixa a desejar, pois se paga bem para ter um serviço fraco e onde tudo é cobrado bem caro também.
Infelizmente, os passageiros e turistas não são tratados como clientes e parece que estão longe de serem.
Com a realização dos eventos o tratamento melhorará?Piorará?Ou será indiferente?
Se bem tratado o turista sempre volta ao país novamente.
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

5 comentários:

  1. com certeza não estamos preparados, só ver esses últimos casos de violência no Rio ... só quero ver no que tudo isso vai dar

    ResponderExcluir
  2. "É ainda bem que daqui a pouco é 2014, ai vai tá todo mundo lá torcendo (se f*d*n**) pelo Brasil" Severino do Zorra total.
    Eu não sei como esse país vai fazer a copa e o pior de tudo é que vão fazer tudo para os turistas (e estão fazendo) , porem até isso mais esses governadores não sabem fazer!!!

    ResponderExcluir
  3. Você mencionou hotelaria e restaurantes e eu destaco o despreparo e a malandragem dos taxistas como se referiu, que são sempre os primeiros a darem o cartão de visitas de uma cidade a um turista. E realmente a coisa tá feia demais.

    É isso que dá querer colocar a carroça na frente dos bois. Temos problemas sociais gravíssimos que deveriam ser solucionados antes de algum lunático propor que estamos prontos para receber eventos dessa magnitude.
    Alguns ufanistas estão falando na "maior copa de todos os tempos", e eu não sei não, mas acho que vamos pagar é o maior mico de todos os tempos, com tantos problemas acumulados e que não serão resolvidos até julho de 2014.

    Grande abraço,
    Almir Ferreira
    Panorâmica Social

    ResponderExcluir
  4. Há uns três anos atrás fui de moto buscar minha esposa no aeroporto de Cumbica. O estacionamento era um lixo completo. Todas as motos eram amontadas umas sobre as outras pela absurda falta de espaço no estacionamento que não cabia a quantidade de motos existentes. Isso com tanta terra que existe no local. Não pude descer da moto e fiquei rodando dentro do estacionamento até o avião chegar, ela desembarcar e chegar onde estava. Nessa copa eu quero é mais que o Brasil perca na primeira fase para esfiarem o rabo entre as pernas e se colocarem no lugar que lhes cabem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De três anos para cá não mudou muita coisa.
      Se for analisar até piorou devido a demanda maior de passageiros.

      Excluir



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet