• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Ele fuma maconha e agora?


Meu caso é o seguinte: estou ficando com um cara e estamos nos dando muito bem. Tudo é maravilhoso quando estamos juntos, ele me trata muito bem, é super carinhoso e atencioso, e nosso sexo então nem se fala... O problema é: Ele fuma maconha! =(
Nunca pensei que iria me envolver com um cara assim, mas acabou acontecendo. Não vou deixar de ficar com ele por causa disso, pois acredito que pode rolar algo mais sério sem falar que me sinto muito bem com ele. Fato é que querendo ou não, isso me incomoda muito. Ele sabe que não suporto isso e me respeita. Nunca fuma quando esta comigo. As vezes os amigos dele até oferecem ele fala que vai fumar depois (ou seja, quando eu for embora).
Esses dias estava ele e eu bem agarradinhos em sábado de manhã, quando chega um amigo dele e já vai entrando e indo pro outro quarto dele (os amigos dele sempre vou pro apê dele para fumar porque ele mora sozinho). Ai não demorou muito ele veio me falar que ia ali fumar um com o amigo dele e que qualquer coisa eu chamasse ele. Falei ta, tudo bem. Mas é óbvio que me mordi muito! Depois de uma hora que ele voltou, estava com aquele cheiro insuportável de maconha.
Ele é uma pessoa muito boa. Tem 23 anos, mora sozinho, estuda, trabalha e tem muitos planos para o futuro que sei que ele irá conseguir. Só que não consigo deixar de pensar nesse fato da maconha.
Sempre fui uma menina de família e nunca tive nenhum envolvimento com esse tipo de coisa, e nem quero ter. Mas minha cabeça está muito confusa! O que faço?
Eu sempre falo que ninguém é perfeito, todos nós temos defeitos e nos relacionamentos não seria diferente.
Você tem o homem dos sonhos que toda mulher gostaria de ter, mas ele fuma maconha e isso demonstra que a perfeição dele não é como nos contos de fadas e sim vida real.
Vejo uma contradição no seu texto, no trecho que você diz:"Ele sabe que não suporto isso e me respeita." e depois: "Esses dias estava ele e eu bem agarradinhos em sábado de manhã, quando chega um amigo dele e já vai entrando e indo pro outro quarto dele (os amigos dele sempre vou pro apê dele para fumar porque ele mora sozinho). Ai não demorou muito ele veio me falar que ia ali fumar um com o amigo dele e que qualquer coisa eu chamasse ele. Falei esta, tudo bem. Mas é óbvio que me mordi muito! Depois de uma hora que ele voltou, estava com aquele cheiro insuportável de maconha."
Ele respeita o fato de você não usar o entorpecente, mas te deixou de lado para usar a maconha com outro amigo.
Será que isso é respeitar?
Não.Se for para escolher entre você e o entorpecente, a escolha você já sabe.
A realidade é que a maconha é uma droga ilícita e dependendo da quantidade que a pessoa for pega utilizando ou não, pode ser enquadrada como tráfico e não usuário ou seja se você estiver junto com ele mesmo não sendo nem uma coisa e nem outra, até explicar que cassa rolinha não é caça rolinha vai ser complicado.
Eu te aconselho a tomar uma atitude e colocar na balança, pois você não quer terminar o relacionamento com ele por causa da maconha, mas, também não suporta que ele use ou seja vai ter que fazer sua escolha.
Sinceramente, eu no seu lugar terminaria, pois a maconha é a porta de entrada para drogas mais pesadas, pois,uma pessoa mesmo que seja uma boa, irá se transformar, e certas vezes irá perder o controle por causa disso.
Isso não quer dizer que ele fará, mas tem sempre uma possibilidade.
É muito difícil largar esse vício.
Pense bem pois o presente é a consequência do amanhã.
Reflita, fazendo estas perguntas para si mesma:Será que vale a pena continuar neste relacionamento?E se amanhã ou depois ele vier a usar outros tipos de entorpecentes mais fortes?Você estará disposta a conviver com isso?E se vierem a se casar, você vai querem que os seus filhos convivam com isto?
Se a maioria das respostas forem não, você sabe que qual a atitude a ser tomada.
Como você mesma escreveu: "Sempre fui uma menina de família e nunca tive nenhum envolvimento com esse tipo de coisa, e nem quero ter."
A partir do momento que você está se relacionando com alguém que faz uso deste tipo de substância, abre uma porta para que o entorpecente entre na sua vida através dele.
Não é que você irá usar, mas se relaciona com quem usa e sabe como são as pessoas: "diga com quem andas e te direis quem és".
O preconceito existe querendo ou não.
Te Cuida!Espero ter te ajudado!

Leia também:
O que leva muitos relacionamentos ao fracasso?clique aqui
Qual o maior inimigo das pessoas no relacionamento?clique aqui
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

34 comentários:

  1. A partir do momento que você começa a usar hoje, amanhã e depois e depois...Ele se torna um vício.
    Na vida, as pessoas fazem escolhas,se você não gosta deste tipo de coisa, não tem porque se relacionar com quem o faça.
    Por mais que a pessoa seja boa e legal conviver com isso é ruim.
    Minha opinião separa, enquanto o relacionamento não está tão sério.

    ResponderExcluir
  2. Cada um é cada.
    Todo mundo tem o direito de expressar sua opinião sobre o assunto, sem serem taxadas de preconceituosas por não querem isso para si.
    Muitas pessoas vão dizer que não tem nada a ver e outras não.
    Eu também não me relacionaria com alguém que usasse.

    ResponderExcluir
  3. Alguém viu o polícia 24 horas da semana passada?
    Um síndico chamou a polícia porque um morador do prédio estava fumando maconha.

    ResponderExcluir
  4. Hey...

    me responde uma coisa.

    Pq fumar maconha é feio e tomar uma tequilinha com as amiguinhas é tiração de onda?

    A bebida mata milhões de pessoas todos os anos enqaunto a maconha matou 0 pessoas em toda sua história.

    Tem pessoas aqui falando mal pq é um preconceito da sociedade.

    Agora, pergunta pro papai se ele fumou maconha. Pergunta pra mamãe. Vão falar que ja deram um peguinha e tal.

    Olha não to falando que faz bem fumar. Mas não vem com essa historia pra cima da garota que ta com dificuldade.

    O cara pelo jeito trabalha, estuda, mora sozinho (que ja é uma grande conquista), tem planos pro futuro e o mais importante:

    ELE GOSTA DE VC!!

    Você precisa aceitar isso e ajudar ele caso ele esteja exagerando e deixando os compromissos dele de lado.

    A coisa mais errada que uma pessoa pode fazer é CRIMINALIZAR uma droga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizer que toda a geração passada fumou maconha por causa de woodstock e tal é ridículo, seria o mesmo que dizer que todo alemão é adepto da filosofia de hittler.
      Pense um pouco antes de escrever bobagem.
      Meus pais nunca fumaram maconha.
      Eu não bebo, não fumo e nem me drogo, sou geração sáude.
      Cada um sabe o que faz com seu corpo.
      Muitas pessoas se esquecem que o que fazem na juventude tem sérias consequências na velhice.
      Tanto o cigarro, a bebida e a maconha são tipos de drogas que em excesso viciam e matam.
      Leitora se você quer ser feliz procure outra pessoa que não fume.

      Excluir
  5. Uso frequente de maconha bloqueia sentimentos prazerosos, diz pesquisa

    Fumar maconha várias vezes ao dia durante anos pode danificar a química do cérebro responsável pela sensação de prazer, segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos com a Universidade Harvard.

    A pesquisa foi divulgada recentemente na revista "Proceedings", da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

    Cientistas descobriram que o cérebro dos que abusam da maconha reage menos à dopamina, substância química liberada pelo cérebro, que causa a sensação de bem estar. A dopamina é ativada geralmente durante a alimentação, no sexo ou durante o uso de drogas.

    A descoberta foi feita depois que a equipe de pesquisadores analisou a produção de dopamina no cérebro de 48 pessoas, 24 delas que haviam fumado pelo menos cinco cigarros de maconha por dia, cinco dias por semana, por 10 anos; e outras 24 sem esse histórico (grupo controle).

    A cada um deles foi dado uma dose de metilfenidato, mais conhecido como Ritalina, remédio que aumenta a liberação de dopamina.

    Imagens do cérebro das 48 pessoas revelaram que todas produziram mais dopamina após tomar a droga, como era esperado. Mas, enquanto os integrantes do grupo controle tiveram aumento da pressão e das batidas cardíacas e se sentiram mais eufóricos, os usuários frequentes de maconha não apresentaram essas alterações.

    A falta de uma resposta física sugere que os usuários frequentes de maconha podem ter seu circuito de recompensa no cérebro danificado pelo uso da droga, segundo Nora Volkow, diretora do Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas, do Instituto Nacional de Saúde Mental dos EUA, e autora do estudo.

    A pesquisa não indicou que os usuários frequentes de maconha produzem menos dopamina, mas passam a ter menos a sensação que ela induz, como se o uso da droga alterasse seu mecanismo. Os pesquisadores só não conseguiram descobrir porquê isso acontece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouviu falar que o sentimento mata??? Não existe o equilibrio perfeito na natureza humana, não vale a pena generalizar as coisas, cada caso é um caso, a quem pode e a quem não pode... use e não abuse, seja feliz.

      Excluir
  6. Eu tô passando pela mesma coisa. Gosto do cara, não tenho preconceitos em relação à maconha e sou muito mente aberta. O problema é esse do ditado "diga com quem tu andas que te direi quem tu és". Tenho medo de ficar conhecida na cidade por andar com pessoas assim e acharem que eu tambem uso. É uma relaçao muito complicada. Gosto muito dele mas acho que isso nao tem futuro. Meu pai jamais vai permitir isso e eu posso ate pagar por algo q nao fiz no futuro.. complicado!

    ResponderExcluir
  7. Estou na mesma situação, e sei como é complicado se envolver com uma pessoa que faz uso, ele é carinhoso simpatico com todo mundo e trabalhador, ele contou q usava, não tenho preconceito algum,sou de familia trabalho estudo e moro sózinha ele mora sozino e trabalha tambem, mais aí vem aquela historia de ficar falada, da familia não aceitar e tal e isso pesa muito na conciência, mais o pior é que eu amo ele e vice-versa, ele disse q jamais me ofereceria porque não quer isso pra mim, to sem saber o que fazer, vo deichar o tempo passar e ver se realmente vale a pena

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo sabe que o fumo passivo é prejudicial à saúde, tanto que há cada vez mais políticas de restrição ao cigarro em ambientes fechados. Um estudo com ratos sugere que ficar ao lado de alguém que fuma maconha traz o mesmo prejuízo para o coração e os vasos sanguíneos.

    Segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, em São Francisco, ratos tiveram a função das artérias reduzida em 70% depois de apenas 30 minutos de exposição à fumaça produzida pela maconha. E isso ocorria mesmo quando o THC – componente psicoativo da droga – era retirado.

    Em estudos anteriores feitos com o tabaco, a função dos vasos sanguíneos voltava ao normal 30 minutos após encerrada a exposição. Mas isso não aconteceu com os ratos expostos ao fumo passivo de maconha.

    Para o autor do estudo, o professor de cardiologia Matthew Springer, estudos como este são importantes agora que a maconha tem sido legalizada em vários Estados americanos. Os resultados foram apresentados em um evento da Associação Americana do Coração e divulgados no site do jornal britânico Daily Mail.

    Ainda são necessárias mais pesquisas para confirmar os efeitos do fumo passivo da cannabisem seres humanos. Mas, para Springer, não há por que achar que a fumaça da maconha é melhor que a do cigarro.

    ResponderExcluir
  9. Estou na mesma situação... conheci uma pessoa a mais ou menos duas semanas, no ultimo fds ele me confessou que fumava. Ele me apresentou todos os amigos, e o pior todos confessarão que fumavam, o melhor amigo dele e traficante e foi preso em uma festa na casa dele no sábado, fiquei muito abalada com a situação...ele me fala que usa só maconha, mas não sei se e verdade...Gosto dele, quando ele fuma fica totalmente diferente, fala cada coisa inacreditavel, ontem ele até falou que me amava,kkk, agora não sei se e efeito da maconha ou da bebida, é pior ele tem tudo para ser um homem perfeito, trabalha , estuda, bom profissional, mas essa droga estraga ele. Sinceramente não sei o que fazer, me ajudem....será que continuo com ele ou não? issso pode me prejudicar muito? e o pior de tudo ele e extramente ciumento e possessivo, o que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cai fora enquanto é tempo e arrume alguém melhor!

      Excluir
  10. Ele fuma e vai continua fumando se vc acha que não vai da certo termine o namoro mais saiba que as vezes ele que fuma maconha vai te faze muito mais feliz doque um cara que não fume ou seja um geração saude

    ResponderExcluir
  11. Meu marido é usuário, também sempre fui de família, sempre trabalhei muito, estudei muito e nunca pensei que me envolveria com alguém que fizesse uso, mais isso não tem nada haver com caráter, ele é uma pessoa maravilhosa, trabalhador, muito família, sempre me incentiva e me apoia muito, minha mãe, minhas sobrinhas, amam ele, e não fazem ideia, pois ele nunca esta com cheiro, respeita a todos e quem não o conhece intimamente não teria como imaginar que ele fuma, não se pode dizer que uma pessoa é pior por fumar, e todo mundo tem algum defeito, só porque ele fuma, não quer dizer que é traficante, bandido ou algo assim, ele não é nada disso. Também não queria me deixar envolver por pensar que ele poderia usar outras drogas, mais me deixei levar pela primeira vez na minha vida, fiz uma coisa que eu realmente queria, e realmente ele é uma pessoa demais mesmo, temos uma relação ótima, e sou muito feliz com ele, pois isso não nos impediu de ser feliz e se tivesse levado por outro lado, teria perdido a chance de conhecer o cara que ele é, as vezes as pessoas que menos imaginamos também fazem coisas assim..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que você não se incomoda com a situação, mas, a leitora se sente incomodada com o uso da maconha.
      Se os seus parentes vierem a saber do uso da maconha do seu marido tenha certeza que a sua vida mudará de figura, porque o preconceito existe e ele poderá e será tratado de forma diferente.
      Se não me falhe a memória, ela me escreveu dizendo que tinha terminado e que foi a melhor atitude que fez na vida.
      Eu no lugar dela terminaria.

      Excluir
    2. Eu passo pela mesma situação mas sou casada a oito anos envolve minhas duas filhas descobri quando a primeira filha tinha um aninho pensei e penso em separação pra mim é bem vergonhoso pois fui adolescente convivi com pessoas assim é nem por isso aceito pois penso no futuro de minhas filhas não quero pra elas nada disso hoje penso mais q nunca em divórcio pois apartir do momento em que uma pessoa fala na sua cara que uma droga e mais importante do que eu e porque não faz mais sentido eu o amo e muito mas estou esgotada com tudo isso.....

      Excluir
  12. Concordo com a Millena
    Não podemos deixar de mencionar que qualquer tipo de cigarro faz mal a saúde!
    Hoje, ele é novo, mas, amanhã ou depois sofrerá as consequências pelo uso.
    Cedo ou tarde esse outro lado dele será descoberto e da pior forma possível e é inevitável!
    Se o homem já escolhe usar algo que lhe faça mal a saúde pra mim não serve!
    Ele fala que usa maconha, mas, você não sabe se é só maconha mesmo!?...
    E cada um escolhe o que quer para sua vida...

    ResponderExcluir
  13. Quando nao esta na situação é facill falar,quando se gosta da pessoa,existem pessoas que fumam que são bem mais carinhosas,corretas e trabalhadoras,que muitos que nâo usam nada,mas bebem ou tem defeito pior,o melhor é pesar na balança,coloque sentimentos de lado e pese o que realmente for bom e se a maioria das respostas for nao termine... :(

    ResponderExcluir
  14. Cai fora quem está nessa .... experiência própria!

    ResponderExcluir
  15. Estou passando pelo mesmo problema... sou casada tenho 25 anos e sou contra as DROGAS, e temos um filho. Hoje chego do serviço abro a geladeira e no fundo do freezer encontro um trouxa enorme de "madeira" como ele chama a maconha!!! Para mim foi o fim, quando chegou em casa ficou furioso se descontrolou e ficou perguntando cadê a "madeira" dele.... entreguei e disse:
    - ACABOU vc escolhe sua família que está aqui na cama( eu e o nosso filho) ou a maconha que vc segura na mão!!!
    Peguei meu filho e vim para minha sogra!!!

    Não sei no que fazer!!! Se conto a ela, se contar pra minha mãe ela surta e vai botar ele na cadeia!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado descobrir uma situação dessas dentro de casa.
      A sua mãe só poderá colocá-lo na cadeia se ele não for usuário, do contrário não.
      Mas, se você contar a ela, óbvio que vai querer que você se afaste dele.
      Ter ido pra sua sogra não resolverá o problema até porque ela te perguntará o motivo de você estar na casa dela.
      Quando você fez a pergunta, o que ele disse?
      Você terá que tomar uma atitude, tente conversar com ele e fazê-lo entender o quanto a droga é uma droga e que destruirá a família de vocês ou se separe e cuide do seu filho tocando sua vida pra frente.
      Conte pra alguém,uma amiga por exemplo.
      Fale a verdade sempre, conte pra mãe dele e pra sua mãe também, pois você poderá ser acusada de abandono de lar por ele, caso decida pela separação.
      Elas tem que saber o real motivo, pois se descobrirem a situação ficará mais difícil!

      Excluir
  16. EstoU na mesma situação ... na me incomodo com a MACONHA em si, me incomodo com a pessoa q ele se torna... fica rindo a toa fala tudo embaralhad fica com aqueles olhos vermelhos ! Isso que me mata, estou a dois anos descobri q ele fume no 6 meses de namoro ... ainda estou com ele, sinceramente não sei o que eu faço ! Amo ele

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Estou passando por uma situação parecida. Nos conhecemos a dois anos e começamos a sair. Eu sabia que ele usava e por isso não queria nada mais sério. Mas ele foi se apegando e, gostando muito de mim, ele disse que tinha resolvido parar pois não queria mais aquilo pra ele. Namoramos por sete meses e foi tudo perfeito, lindo.... porém de uma hora pra outra ele começou a ficar distante, irritado, me dava uns perdidos e eu ficava doida. Brigamos e perguntei se ele tava usando de novo e ele confessou que sim. Ficamos 4 meses separados, eu não tive ninguém mas ele namorou uma menina que também usa. Mas sempre me ligava pra dizer q me amava. Nesse tempo ele foi se afundando cada vez mais. Usava muito, matava aula pra usar andava com um pessoal barra pesada. Eu não aguentei pois amava ele demais e não conseguia ver ele naquela situação. Acabamos voltando, mas ele deixou claro q por ele não para. Voltamos mas nunca é a mesma coisa.. aquela confiança e cumplicidade q tínhamos havia se perdido, e depois de muitas brigas, mágoas, idas e vindas, terminamos pela quarta vez. Ele sempre diz q vai diminuir, que vai ser diferente, mas tá tudo igualzinho. Ele não é um cara ruim, mas quando fica muito tempo sem fumar fica irritado grosseiro nada tá bom. Ele tem 20 anos, não estuda, mal terminou o ensino fundamental, não tem uma profissão, não tem emprego, pois além da crise moramos no interior, e ele não é bem visto na cidade por usar maconha e andar com pessoas que usam. Ele já me chamou de burra, careta e mente fechada por não aceitar de boa. Não é falta de informação, só que a maconha engana o cérebro, e qualquer sensação de prazer que venha dela é uma enganação, não tá fazendo bem de verdade. Sem contar na dependência psicológica, nada mais tem graça se não tiver maconha, acho isso o fim da picada! Não quero só meu lado alguém que me trate bem pq tá fumado, mas porque goste de mim.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Eu namoro faz dois anos. Ele também fuma mas quase ninguém sabe, ele me contou no começo e pedi pra ele parar. Bom... ele tá tentando apesar de eu saber que não esta obtendo sucesso. Não gosto dessas pessoas preconceituosas 'geração saúde que só sabem julgar e são chatas. Quem o conhece sabe que ele é uma pessoa maravilhosa, e que nunca me ofereceu, me deixou ou me trocou pela droga. Não o deixaria por um 'geração saúde
    Se a minha experiência serve pra alguma coisa, é pra você não ir na onda de pessoas com a mente pequena, e que ele não deve ser desvalorizado por uma falta de informação de outras pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom pra você, pois tem gosto pra tudo tem gente que gosta do olho, mas, se você gosta da remela não se pode fazer nada!

      Excluir
  21. Cara, termina que você faz bem pra você e pra ele. Ele não merece uma intolerante como você e você não merece um drogado. Não é mesmo? Aos demais envolvidos nos comentários, bacana vocês encherem a cara de cerveja mas achar ruim a maconha né. Se ao menos se informassem e não fossem cabeça fechada e alienada de tv, entenderiam porque muito maconheiro deixa de beber cerveja quando conhece a planta.

    ResponderExcluir
  22. Eu acho que você deveria é se informar melhor e parar de falar asneira.
    Nem todo mundo que comentou aqui bebe cerveja e eu sou uma delas.
    Sou geração saúde detesto bebida alcoólica.
    Maconha faz mal e ponto final.
    Com o tempo se perde as consequências do uso.

    ResponderExcluir
  23. bem conheço a um garoto a 3 anos e desda nossa infancia , nos conhecemos, nois eramos criados juntos.
    Dai Começamos a namorar eu 14 ele 17 uma namoro, Perfeito namoro sem complicaçoes e tc..
    Sou a costumada a dizer de crianças ainda não eramos maduro o bastante, ainda praticamente foi meu primeiro, namorado Primeiro amigo primeira vez primeiro tudo mas, namoramos 9 messes dps terminamos mas depois de indas,e vindas voltamos.
    aconteceu, que tudo mudou, da queles tempo pra, né ah mente evoluio, juizo amadurecemos e tc.. Voltamos, dai ele começou a se envolver com mas influenças passou a experimentar da maconha eu não sei oque eu faço amo muito ele ele me ama também... néh soque ele não sabe que eu sei não sei como chegar nele Ou sla como agir tenho, Medo De Constrangilo magualo Ou seila sempre fui uma garota de familha nunca fui,de me envolver comes sas coissas sabe sq ele demosntra mt sentimento por mim e eu por ele mas sinceramente não sei oque faço++++ tenho medo do que pode acontecer lá na frente de mal com ele quero só o bem dele mas não tenho corage ou sla de falar isso tudo a ele Eu me emporto muito com ele

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Junior,
      Cada um é cada um e as pessoas tem todo direito de ter opiniões contrárias a sua.
      Você sim é que está sendo preconceituosos e idiota achando que todo mundo tem que ter opinião igual a sua.
      Respeite a opinião dos outros!
      Ninguém é obrigado a pensar da mesma forma que você.
      Ser mulher é uma coisa e usar maconha é outra.
      Ser mulher não tem mal algum agora usar maconha só tem.
      Vê se cresce!

      Excluir
  25. Eu acho que na vida as pessoas podem fazer escolhas.Não se pode escolher pai e mãe, mas, podemos escolher com quem queremos nos relacionar.
    Algumas pessoas preferem loiros, magros, gordos, altos, olhos claros, olhos escuros,musculosos, enfim, cada um tem preferência por um biotipo e faz suas escolhas quando decide se quer se relacionar com essa ou aquela pessoa.
    Lógico que como tudo na vida as preferências não ficam só na parte física, mas, se estendem também a convivência que é uma das coisas mais difíceis dentro de um relacionamento.
    Conviver com pessoas que agridem humilhem, agridem ou que tem atitudes incorretas dentro de um relacionamento se torna por demais difícil.
    Eu não vejo nada de preconceituoso uma pessoa não querer se relacionar com alguém que fume maconha, pois é uma escolha que ela está fazendo para sua vida.
    Como todo mundo faz suas escolhas de com quem quer se relacionar, se ela decidiu que não quer conviver com essa pessoa é um direito que ela tem.
    Lógico que muitas pessoas acham que não tem nada demais, mas, outras tem opinião oposta.
    Eu não gosto desse tipo de coisa e nem outras como cigarro ou bebida, pois sou geração saúde, mas, nem por esse motivo discrimino que gosta.
    Agora tê-lo como namorado é fora de cogitação ,pois sou alérgica a cigarro.
    Toda pessoa tem o direito de escolher com quem se relaciona.
    Nunca discriminei ninguém por fumar ou beber, mas, não o quero como meu namorado.
    Eu não quero, mas, tem quem queira!
    Você tem sua opinião e acha errado, mas, nem todo mundo tem a mesma e que bom que é assim, já imaginou se todo mundo gostasse da mesma coisa que chato e monótono seria.

    ResponderExcluir
  26. Minha situação é ainda pior, sou casada a 8 anos, tenho um filho de 1 ano e meio, moro com minha sogra a 6 anos, meu marido fuma maconha, desde que conheci já usava, mas ele sempre dizia que ia parar e até hoje nada, quando eu falo com ele, ele diz que sou careta, mente fechada, que é questão de tempo para liberarem maconha.. enfim. Abriu uma academia de musculação a uns 7 meses, mas ultimanente tem se drogado perto da academia e va dar aula fedido a maconha com os olhos vermelhos.. e todos da academia estão percebendo e saindo. Não fala em sair da casa dos pais.. é complicado porque nos que amamos sempre no fundo achamos que a situação vai mudar, MÁS NÃO MUDA! só piora! Na cabeça deles, eles estão certos. Minha opinião pra quem conheceu um rapaz que fuma, não se envolva com ele! Mulher não muda o homem, não vai achando que com você vai ser diferente porque não vai! Procure um homem que tenha os mesmos ideias que você. Ele é uma pessoa boa! Más mesmo as pessoas e as de má índole escolhem o que quer na vida. Eu me arrependo muito de ter continuado um relacionamento que no fundo sabia que não ia dar certo, na verdade, sai de casa porque sofria abusos pelo meu pai, etão o conheci, e aceitei o estilo de vida dele, e aceitei várias vezes suas recaídas, seus ataques de fúria pela falta da maconha, pois me sentia em dívida com ele, (ainda sinto um pouco) más agora vou pensar no meu filho. Por isso, estou prestes a me separar, porque agora tenho um filho e tenho que ver o que ele esta recebendo de exemplo, é esse o futuro que eu quero para meu filho?! um pai que é cheio de amigos barra pesada?!NÃO! Nem os pais dele querem falar mais nada, já estão de idade e o filho de 30 anos não cria juízo. Meu alerta para as meninas, não caiam nessa!Não desperdicem suas vidas.

    ResponderExcluir


Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet