• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Tenho depressão, bulimia e automutilação.O que eu faço?

Leitora:Já não sei mais o que fazer. A bulimia tomou conta da minha vida. Tenho 15 anos. Sempre exagerei na minha alimentação e sempre sofri com o efeito sanfona (mas nunca emagreci mais do que três quilos). Então decidi começar a vomitar sempre que comia. No início eu tinha controle sobre isso, vomitava de vez em quando e sempre tomava água gelada depois de vomitar para não machucar minha garganta. Agora não. No caminho de volta para casa fico pensando no que tem pra comer que seja fácil de vomitar. Até que chegou uma sexta-feira que meus amigos tomaram uma decisão. Após passar uma semana sem nada no estômago (já que eu estava a base de água e tudo o que eu comia eu vomitava) e passando mal durante as aulas, alguns amigos que sabem do meu problema falaram que ou eu pararia por bem ou por mal, e o por mal deles eu já pensei que fosse contar para a minha mãe, para o meu ficante da época e muitas coisas a mais que eles não quiseram falar e eu não quis imaginar. Nisso consegui ficar um mês sem fazer nada. Porém, nesse um mês eu tive que arranjar um jeito de me sentir bem (até porque eu não consegui parar de comer e a separação dos meus pais é algo que me inferniza demais). Comecei a fazer pequenos arranhões com a tesoura eu meu punho. Não são cortes, são arranhões. E meu pensamentos depressivos, porém moderados, que eu tinha antes começaram a me assombrar. Agora eu voltei a vomitar, continuo me agredindo e penso constantemente em misturar todos os remédios da casa com o Gim guardado na geladeira.  Sei que estou doente e preciso de ajuda, mas sempre que eu vomito espero que algo aconteça. Algo ruim. Não consigo me imaginar realizando meus sonhos. Não consigo me imaginar como mãe, pois tenho medo de passar todas essas frustrações e medos para meus filhos. Não consigo me imaginar como esposa, pois não quero ser um peso para ninguém, já basta ser um peso para meus pais. Não consigo me imaginar passando dos vinte, pois o fato de não conseguir pensar no meu futuro por causa dessa doença maldita me faz querer morrer. Tudo me faz querer morrer, As vezes acho que só estou esperando a hora.
Tudo isso que você está vivendo tem um fundo emocional que é o fato de não aceitar a separação dos seus pais.
Você precisa de ajuda e urgente, pois além de ter bulimia, ainda está com automutilação.
O ideal é que você procure ajuda e queira ser ajudada para mudar essa situação.
O fato de você ter tomado a iniciativa e me mandado este email pedindo um conselho já significa que você quer sair desta situação que se encontra.
Eu te aconselho a primeiramente conversar com seus pais sobre o que está acontecendo contigo e procurar um médico e psicólogo que te dê uma orientação do que fazer no seu caso.
A bulimia é um transtorno alimentar ou seja você tem consciência de se alimenta exageradamente e por não aceitar a separação dos seus pais, acaba canalizando os seus problemas nos alimentos e come mais ainda, depois começa a pensar e se perguntar o porque comeu tanto.
Com o sentimento de culpa induz o vômito como uma maneira de se livrar de tudo.
Você acaba perdendo o controle.
A bulimia pode ser perigosa. Ela pode levar a complicações médicas graves ao longo do tempo.
Ela está te prejudicando na sua relação alimentar, na sua relação corporal(automutilação) e em suas relações sociais.
Você é nova e tem uma vida pela frente.
Dê a volta por cima e lute pela sua vida, mostrando para si e para as outras pessoas que você pode agir diferente e ter uma vida normal como todo mundo costuma ter.
As pessoas quando estão de fora enxergam melhor do que as que estão dentro de uma situação e seus amigos são aquelas pessoas verdadeiras que sabem o que é uma amizade e só querem seu bem.
Parabéns por ter este tipo de amizade, pois eles estão vendo que você está passando por este tipo de problema e querem te ajudar.
Vou te contar uma história minha que a um ano e meio atrás passei por um momento muito difícil na vida, perdi meu pai e parecia que meu mundo ia acabar.
Foi a pior coisa que me aconteceu na vida.
Cheguei a ter vontade de cometer uma loucura, mas, minha mãe, meus irmãos e minha vó de 99 anos precisava de mim e eu arrumei coragem e força para tocar a minha vida pra frente.
Lógico que sinto falta e saudades do meu pai.
Lembro-me dele todos os dias, mas, penso que ele se estivesse vivo, jamais gostaria de me ver triste e sim seguindo a minha vida.
No seu caso, a separação dos seus pais influenciou todo este processo que você está vivendo hoje, mas, se eles terminaram o casamento é porque não estava tendo uma boa convivência e cada um decidiu que o melhor era seguir a sua vida.
Eles se separaram, mas, você é uma forte ligação entre eles, pois é filha deles e isso jamais poderá ser modificado.
Sempre que ocorre uma separação, o pai continua sendo pai e a mãe continua sendo mãe, pois sempre terão contato com você seja no seu aniversário e em outras situações também, pois seus pais acompanham a sua adolescência. 
Eles se separaram, mas não se separarão de você.
Tenha força e coragem para você sair dessa depressão,bulimia e automutilação e ter uma vida normal.
Procure ajuda antes que seja tarde demais.
Tire essa ideia de fazer uma besteira da cabeça, pense que seus pais a amam e seus amigos também e que você irá sair dessa situação por eles e por você mesma.
Você não é um peso para seus pais, mas, sim fruto do amor deles.
Te Cuida!Espero ter te ajudado!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

3 comentários:



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet