• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

As primeiras vezes...

Todas as primeiras vezes são marcantes na nossa vida e impossível de esquecê-las, mesmo que se queira.
O primeiro beijo, o primeiro namorado, o primeiro ficante, a primeira relação sexual, a primeira decepção amorosa, a primeira traição, a primeira mentira escutada, a primeira desilusão, a primeira enganação...
Não tem como passar uma borracha para que elas sejam apagadas, porque nunca se esquece.
Elas ficam na nossa lembranças bem armazenadas e guardadas, mas quando menos se espera, elas voltam para perturbar nossa mente
Jamais esqueço o que me fazem: um carinho;um cafuné;um beijo;um afago;uma palavra;uma ajuda;uma atenção;carícias;mimos;elogios;apoio;atitudes sinceras;palavras de consolo;gestos de carinho;conselhos sinceros;momentos inesquecíveis;demonstrações afetuosas;agrados amorosos;atitudes verdadeiras de amizade...
O que me fizeram de bom...O que me fizeram de ruim...Seja o que for, eu nunca esqueço!
E tudo o que me falaram, tudo o que me fizeram, mesmo que não tenha me prejudicado (ou ajudado) de alguma forma, marcou! E eu não esqueço!Seja o que for que me fizeram, eu nunca esqueço!
As vezes na vida acontece algo e naquele momento não temos uma justificativa e só depois mais tarde descobrimos o quanto foi bom e o melhor que tudo aquilo tivesse ocorrido, pois só assim amadurecemos e aprendemos.
As primeiras vezes nos servem de aprendizagem para que na segunda façamos o melhor ou sejamos mais espertas em relação as coisas erradas que as pessoas nos fazem.
Quando entramos na adolescência surgem uma certa ansiedade e receio de como serão as primeiras vezes e o que fazer no momento em que elas acontecerem.
Na adolescência isso parece ficar mais potencializado devido à ainda falta de prática que o jovem tem para lidar com essas “novas” emoções, situações e relacionamentos.
Muitos jovens nutrem amores platônicos que dificilmente serão correspondidos e diante dessa frustração acabam por acharem que jamais conseguirão ser amados por alguém.
A falta de experiência e a insegurança nos leva nesse período a sermos indecisos e burros.
Tudo que é primeiro se torna inesquecível.
Sendo o AMOR então...
Nos iludimos tanto; em ouvir o primeiro eu te amo, o coração acelera ao ver a pessoa, e qualquer toque te alucina...pode-se ficar horas ao telefone... e um dia sem se ver é motivo de suicídio.
E, aprendemos muito também, com as decepções, expectativas não realizadas; o término parece ser o fim do mundo,e , mal sabemos nós, que tudo isso passaria logo, logo.
Então caímos de um balão furado, e enxergamos que a vida não é um conto de fadas e que até mesmo o amor, muitas vezes dói,fere e machuca.

O primeiro relacionamento, seja ele positivo ou não, não define o ritmo das futuras relações afetivas, apenas influencia.
Na realidade, o primeiro e todos os outros amores são experiências que vão se somando, são formas de aprendizado.
Mas, como tudo feito pela primeira vez é complicado, as inseguranças, os erros e acertos fazem parte.
Essa época é puro sentimento, não há racionalidade.
É importante levar em consideração que amar dá medo.
É, se amar é tão complicado até hoje, que dirá na primeira vez...
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários:

Postar um comentário



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet