• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

O bullying na vida adulta



As pessoas pensam que beleza atrai felicidade e tantas outras coisas mais, mas, ao contrário, do que muitos pensam nem tudo são flores na vida das bonitonas e dos bonitões.
A aparência causa inveja e, acredite se quiser, pessoas bonitas têm menos chances de conseguir um emprego quando são entrevistadas por pessoas do mesmo sexo. 
Além disso,muitas vezes eles intimidam as pessoas e por isso, acabam sendo mais solitários.
Até mesmo, os atendimentos médicos são prejudicados, já que a tendência de muitos médicos a acreditar menos nos sofrimento dos paciente mais belos.
Tanto homens como mulheres sofrem bullying na fase adulta. 
O bullying é mais do que um ataque ocasional de raiva ou briga. É uma intimidação regular e persistente. O bullying feminino por ser mais silencioso e é mais perigoso. O direto é mais fácil de combater. Mas o indireto é tão doloroso quanto, e é preciso ter ainda mais atenção com ele e que se dá através de boatos maldosos e que muitas vezes prejudica não só a vítima mas também a sua família. O bullying masculino é mais escancarado e agressivo. Os homens costumam não ser nada discretos ao apontarem os defeitos femininos e zoarem na roda de amigos.
Muitas pessoas reclamam de sofrerem bullying por serem fora dos padrões preestabelecidos da sociedade, mas, as belas e os belos também passam pela mesma situação.
Os belos e belas são agredidos fisicamente e psicologicamente por causa da sua beleza.
No ambiente de trabalho acontece demais essa situação da beleza ser colocada a prova e as pessoas bonitas terem que provar que ocupam este ou aquele cargo não pela sua beleza, mas, pela capacidade intelectual.
Quem sofre mais com o problema é o bom funcionário. Aquela pessoa que se dedica e traz resultados para a organização acaba sendo mal vista pelos colegas. Ou seja, nem sempre o bullying aparece como uma relação hierárquica. Ele também acontece entre os colegas de equipe. Isso quer dizer que a empresa pode perder um bom funcionário e manter em seu quadro de colaboradores quem não gera resultados e que provavelmente vai atacar a próxima pessoa que se sobressair. 
Isso é muito sério!
O bullying é muito diferente de agressão. É mais cruel, pois é repetitivo, humilhante e cria sentimento de impotência pela pessoa que o sofre. 
Críticas sem sentido, ser tratado de forma diferente do restante da equipe, ser excluído de decisões, ser vigiado excessivamente, ser alvo de xingamentos e piadas, esses são os maiores comportamentos de assédio dentro de um ambiente de trabalho.
Quando alguém se sente ameaçado pelo brilho, inteligência, educação ou qualquer outro ponto positivo do outro, também procura denegri-lo, desbancá-lo, tendo em vista futuras promoções. São os "mais-que-perfeito" em ação, mas na realidade não passam de pessoas inseguras.
Não é só no trabalho que isso ocorre , mas, na faculdade, na família, numa balada e até entre amigos. 
Algumas mulheres sofrem bullying até dos maridos, namorados, ficantes e noivos principalmente no sexo.
Eles se aproveitam da baixa auto estima delas para fazê-lo.
Assim como algumas mulheres praticam bullying com os namorados, maridos, noivos e ficantes de uma forma também agressiva.
As pessoas que praticam o bullying tem muita dificuldade de serem empáticas, de se colocar no lugar do outro, e através deste movimento, avaliar impactos e sofrimentos que sua ação irá provocar. 
Quando são capazes de fazê-lo, o que se percebe é que muitas vezes são frutos de famílias desestruturadas ou com uma visão distorcida de alguns valores que podem torná-los muito tolerantes em relação a limites não respeitados.
A Diferença do bullying na infância, adolescência e na vida adulta é que na adolescência e infância, as pessoas só te apontam o dedo por causa da sua aparência ou seja magro, alto, gordinho, baixo, bonito ou feio e já na fase adulta é a aparência, a profissão, o estado civil, a sexualidade, se você é bem sucedido financeiramente e tantas outras coisas mais.
Além de você ser cobrado pelo seu corpo está perfeito ainda tem todas essas cobranças extras.
O bullying na fase adulta é bem mais pesado do que na infância e adolescência.
A prática de bullying se baseia em um tripé formado pelo agressor, vítima e espectador.
O espectador é aquele que vê e simplesmente não toma partido nem da vítima e nem do agressor e se cala. 
Bullying acontece em qualquer lugar. Em casa, na escola, no trabalho. Difícil é a vítima perceber isso. Às vezes é só um incômodo, ás vezes é uma dor que para a pessoa não sabe explicar. 
Não acredito que alguém só pratique bullying num lugar. 
Os "praticantes" repetem isso em todos os ambientes. Só a vítima muda.
Todo mundo ainda sofre ou sofreu bullying quando é adulto, só que, é o bullying "adulto" o jogo social.
Alto, magro, gordo,  baixo, belo, feio tudo depende do ponto de vista de cada um e das suas preferências individuais.
Quem ama o feio, bonito lhe parece!
Gosto não se discute, respeita!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários:

Postar um comentário



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet