• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Eu sempre menosprezei pessoas que diziam namorar a distância ou gostar de uma pessoa que nunca viu , mas, o destino me pregou uma peça.


Leitora:Olá,
Primeiramente, gostaria de dizer que seus conselhos são excelentes, muitos dos que você deu a outras pessoas serviram para mim e eu realmente escutei e analisei o que neles diziam e o bom é que são sinceros e não são ditos para agradar as pessoas, é simplesmente o que você acha. Estou precisando disso, de uma opinião imparcial dos fatos.
Bom, eu não achei nenhum outro conselho que eu pudesse usar para o meu caso... Então resolvi lhe escrever.
Vou tentar ser mais direta, enfim, sempre fui o tipo de pessoa que gosta das coisas mais “reais” e SEMPRE menosprezei pessoas que diziam namorar a distância ou gostar de uma pessoa que nunca viu e blá blá blá, só que creio que a vida tenha me pregado uma peça!
Eu que nunca me imaginei se quer conversando com alguém de outra cidade me pego definitivamente interessada por um cara de outro estado, falo interessada porque venho me proibindo de deixar meus sentimentos tomarem rumos indesejáveis, eu não acredito que coisas assim possam dar certo... Vejo casos que deram e simplesmente acho que é algo intangível e impossível.
Acho que devo explicar melhor, o conheci em um site, não um site de relacionamento, eu odeio esses locais, não sei se poderia dizer o nome do site aqui, mas para não arriscar não direi... Tecnicamente não é um lugar para conversação, mas há uma parte do site que as pessoas podem compartilhar suas ideias lá, eu não costumava fazer isso porque simplesmente entrava lá para ver os debates que eu realmente achava interessante, nem participava! Até que um dia vi meio que uma postagem de um cara falando algo que eu achei simplesmente equivocado sobre “feminismo” e “machismo” , não sei o que me deu, só sei que em menos de 10 minutos estava numa discussão ferrenha com o cara, rendeu um empate e uma solicitação de amizade por parte dele.
Começamos a conversar de vez em quando depois disso... O fato dele ser inteligente e pensar muitas coisas diferente de mim e ter argumentos bons para me contestar me fez ficar intrigada e interessada, não gosto de pessoas que mudam de opinião constantemente ou que possuem uma própria mas não sabem como defende-la.
Venho reprimindo o máximo que posso e sou boa nisso, deixo muita coisa passar por não demonstrar as coisas e achar que tudo pode dar errado ou ficar pior, já havia me conformado a muito tempo que esse cara nunca seria pra mim e nem eu pra ele, pois se fosse ele moraria perto e não longe. Então, parei de dar moral e de me deixar envolver.
Até que, resolvo idiotamente fazer um comentário sobre um livro que havia lido e perguntando se alguém teria disposição para debatê-lo e eis que adivinha quem se ofereceu? Sim. Odiei isso, odiei quando vi que ele havia lido mesmo e que tinha argumentos e pensamentos muito mais profundos que o meu e odiei ainda mais ter gasto uma noite toda falando com ele e nem ter percebido, me odiei por me interessar por ele.  Sai sem me despedir ou nada.
Fiquei uns dias sem entrar, mas as vezes me pegava pensando nele. Ignorei.
Depois que vi um filme lançado recentemente revolvi entrar no site novamente para ler os comentários sobre o mesmo. Ok, teria sido legal se eu não tivesse lido definitivamente uma indireta dele, indireta não, direta mesmo, com o meu nome e tudo. “Às vezes sinto que –meu nome- é gamada (odiei essa colocação) em mim, mas não admite porque é difícil e se valoriza.” , na hora eu simplesmente fechei o site e desliguei o computador, afinal, ele estava brincando comigo e com os meus sentimentos? Eu nunca demonstrei nada, sempre conversei normalmente, obviamente era uma pegadinha de mau gosto.
Após alguns dias de muita reflexão eu literalmente falei pra mim mesma: “f****-**”, entrei e escrevi “Gamar é pedir pra sofrer”  e depois disso é indireta sobre direta dele, algumas ridículas demais pra ele, as vezes sorrio lendo porque sei que é de propósito, mas outras vezes sinto que estou sendo idiota e agindo justamente como o tipo de pessoa que no passado menosprezei. Eu não sei o que há comigo e nem sei o que esperar como sua resposta.
Ele definitivamente é um cara legal, fala com todo mundo e tal, eu não sei o que pensar, talvez  seja brincadeira dele e coincidência para mim. Não sei.
Mas definitivamente, eu queria sua opinião sobre o que quer que fosse. Desculpa escrever tanto, obrigada por ter lido até  o final.
Amor e ódio são sentimentos apesar de diferentes muito próximos, primeiro se ama uma pessoa para depois odiá-la.
Sim , pois tem que se ter uma explicação ou melhor um motivo para esse seu ódio por esse rapaz, que na minha visão é porque ele consegue te desarmar e sabe muito bem como fazer isso. 
Nunca sabemos quando, como, por quem e nem por que surge um sentimento por esta ou aquela pessoa.
Geralmente, quando temos um pré- conceito sobre certas coisas da vida acabamos por sermos surpreendidos e aprendermos que o ponto de vista de cada um depende da vista de cada ponto.
Você sempre enxergou de uma maneira relacionamentos a distância e internet como superficiais não acreditando que pudessem se tornar reais.
Eu te falo que relacionamento a distância é bastante complicado, mas, isso depende do envolvimento de cada um e do sentimento para que dê certo e chega um momento em que ele se torna real.
Os relacionamentos que surgem na internet sem um conhecer o outro chega um momento que acaba se tornando real e lógico que o mundo virtual tem os mesmos perigos que o real.
Você pode conhecer o amor da sua também como aquele traste disposto a brincar com os seus sentimentos.
Eu quando era mais nova conheci muitas pessoas legais na internet e também muitos tranqueiras.
Agora não frequento sites de relacionamentos, aplicativos de namoros e afins.
Vivo o mundo real.
No fundo, você sabe que está interessada nesse rapaz, pois se não tivesse não daria tanta importância no que ele escreveu sobre você e ele já percebeu o seu interesse.
Pelas atitudes dele parece não ser recíproco.
Você acabou demonstrando a ele sem perceber o seu interesse e pior ainda quando leu a indireta no site e resolveu respondê-la a altura, depois dessa sua atitude acabou se entregando para esse rapaz.
Eu no seu lugar o ignoraria e assim o deixaria sem graça.
Ele está deixando indiretas porque sabe que você lê só não as responde, mas, lê.
Eu te aconselho a parar, pensar e analisar se você realmente tem interesse nesse rapaz que chame-o para conversar seriamente e diga, se ele também quiser algo contigo será bom, caso, não toca a sua vida pra frente.
Na minha opinião, eu o ignoraria e nem entraria nesse site mais, porque você mal o conhece direito, não sabe se ele é casado, noivo, comprometido e outras coisas mais.
Você se apaixonou pelo que ele te mostrou ser na internet, mas, não sabe se no mundo real como ele é de verdade ou se criou um personagem apenas no mundo virtual.
Parece que ele já percebeu a sua paixonite e está brincando com a sua cara e nada mais.
Tenha mais amor próprio!Se valorize!
Os homens só fazem conosco, o que nós deixamos que eles façam.
Esquece esse rapaz, você merece um namorado melhor!
Parte pra outro, se não quiser ter sofrimento pela frente.
Você está só se iludindo com esse rapaz!
Te Cuida!Espero ter te ajudado!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários:

Postar um comentário



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet