• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

Meu ciclo de sofrimento acabou!


Leitora:Olá Milena, você já me ajudou muito, apesar de que só pedi conselhos bem depois, de quebrar um pouco a cara. Eu sempre me achei super madura e resolvida namorei só depois dos dezoito, mas nem isso resolveu errei feio na escolha, ele demonstrava ser uma coisa mas depois foi se revelando, era um relacionamento que hoje vejo como abusivo, ele não me respeitava, um não meu era como tente outra vez, ele fazia eu chorava, não tinha o direito de ficar chateada, pq ele ficava chateado por eu estar chateada com ele, fazia eu me sentir mais mal ainda, ("eu era imatura, agindo como criança, não conversa comigo") não importava eu dizer que pedia para eu não fazer.. Ele me dominava de uma certa forma, eu toda segura de mim, boa de argumentos, forte, não conseguia reagir. Ele dizia que me amava e eu não fazia ideia do que era, se chateava por eu não me declarar, tentava fazer negociações para me ter totalmente, eu acabei entrando num ciclo de querer compensa-lo por estar comigo(nao sei como fiz isso, por dentro uma parte de mim gritava), pessoas me davam conselhos para continuar ele ia mudar (no fundo eu sabia que não, mas não tinha coragem, ainda depois de algo que ocorreu entre a gente, algo que eu realmente não queria, mas ele fez mesmo assim, me senti um lixo, só mais um pedaço de carne). Com um passar do tempo não aguentava mais ficar presa a ele, tomei coragem e terminei. engraçado como a gente esquece os momentos bons, ele era bem legal principalmente no início. depois me envolvi com dois imaturos (não ao mesmo tempo é claro, isso foi um erro eu sei, deveria ter me curado primeiro), mas eu necessitava me sentir bem, era alguém que também parecia gostar de mim, porém também me deixava insegura, sentia que se uma novata bonitinha chegasse eu o perderia (ta a gente não era bem namorado, já pedi conselho sobre ele../ nem meu amigo como vc dissse), depois de ele me largar e tempo depois falar que foi por não ter aguentado saber da vdd, me machucou mais ainda, eu nao queria que aquilo tivesse ocorrido e por ter ocorrido ele me largou, eu tive mais certeza da sua imaturidade, eu era só mais um troféu que ele queria conquistar, e depois perdeu a graça, já tinha me beijado alcançou o objetivo. Não eu não parei, me envolvi com um cafa (eu sabia quem ele era e o tipo, mas precisa inflar meu ego, me sentir bem) e achei que iria muda-lo (coitada! ele beijava bem mas era o oposto que eu não era pra mim, ele falava coisas que a vdd eu dentro de mim em algum lugar, nunca estaria com ele), depois de descobrir o harém dele (o click veio), me libertei e depois disso tentei fugir de todos os possíveis relacionamentos, eu precisava de um tempo pra mim (nesse meio tempo o ex voltou a mandar msg, o ficante 1 o amigo disse que iriamos voltar e eu cortei ambos, não queria migalhas). passado um bom tempo quase um ano, sem ninguém e fugindo, eu percebi um alguém ao meu lado, um amigo que queria algo mais era perceptível, ele não fazia meu tipo, eu fugi, neguei, todos torciam por nós, até aceitar pra mim que eu gostava dele. Já estamos quase um ano juntos, fora o período de amizade com planos para casar futuramente, é uma relação saudável (finalmente), de cuidado, carinho respeito (não negocia minha virgindade), hj posso dizer que o amo, ao lado dele descobrir o que significa esse sentimento, claro que o meu passado me deixou marcas, mas o abraço dele me ajuda a seguir, sabendo que o pesadelo do meu ex não vai voltar. Eu contei pra ele o que ocorreu, o amigo não suportou saber, ele sim a reação foi totalmente diferente(é algo meu eu sei, mas senti que ele precisava saber, ele não me cobrou nem perguntou, foi um certo tipo de abuso que querendo ou não vai afeta-lo, pq ficou uma marca em mim, por eu não ter tido forças físicas e psicologísticas para impedir.) Mas a cada dia lembro menos disso, nossas famílias aprovam, ele me faz tão bem como nenhum outro chegou perto, hoje me sento em constante aprendizado e um pouco mais realista. Acho que aqui não tem bem um pedido de conselho, é mais um exemplo de que a melhor forma de se recuperar é dando tempo ao tempo, as vezes alguém especial tá tao perto, marcas ficam pra lembrar a gente mas podemos acertar. bejinhos!!
A sua história de vida amorosa mostra para as pessoas que é possível ser feliz, basta encontrar a pessoa certa e fazer as escolhas adequadas.
Você é como todas as leitoras e leitores do meu site que buscam a felicidade e passam por amores, desamores, decepções, sofrimentos, arrependimentos, mas, que um dia percebem aonde está o erro e como dar a volta por cima para que o amor bata a sua porta.
É o que eu sempre falo aqui no site "amar só é bom quando se é amada", então, é necessário abrir os olhos quando se está num relacionamento possessivo, destrutivo, abusivo, de amor incondicional pela outra pessoa e falta de amor próprio.
Amor é espontâneo e um sentimento verdadeiro.
Quem ama não machuca ou fere jamais o amor da sua vida.
Só que para as pessoas chegarem a essa conclusão na maioria das vezes leva um longo caminho e período.
Você deu o pontapé inicial para ser feliz deixou as mágoas, os ressentimentos e as más recordações no seu passado e está vivendo o presente para fazer um futuro.
Continue sendo feliz!
Torço por você!
Te Cuida!Seja Feliz!
Obrigada pelo seu depoimento que ajudará outros leitores!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários:

Postar um comentário



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet