• Titulo 1 Receitas deliciosas para você arrasar na cozinha!
  • Titulo 2Dicas e posts de ajuda para blogueiros/as
  • Titulo 3Papo sobre relacionamentos, amor, separação...
  • Titulo 3Tecnologia, partilha de dicas e muito mais!
  • Titulo 3Depoimentos e histórias
1 2 3 4 4
Image Slideshow by WOWSlider.com v4.8

O que se vê X-Factor Brasil


Assistindo o X-Factor Brasil nestas últimas semanas me decepcionei demais.
Sem fazer comparações a versão estrangeira, mas, tendo uma visão crítica sobre o programa e de sua baixa audiência.
Muitas vezes a escolha da música prejudica o candidato, seja pelo tipo de arranjo que foi feito para que ele possa cantá-la ou por seu timbre de voz não alcançar a nota que ela necessita para ser interpretada.
Os jurados sempre questionam quando os candidatos escolhem uma música internacional, pois dão preferência para as músicas nacionais, mas, se esquecem que uma grande parte da população brasileira não escuta músicas nacionais, ainda mais as de MPB.
Se o jurado escolhe a música certa analisando o perfil do candidato não tem como ele se sair mal no programa.
Eles são cantores e produtor musical e as pessoas tem a presunção de que se chegaram aonde estão e caíram no gosto popular é porque tem um certo conhecimento sobre o assunto.Mesmo quando um candidato não consiga passar para uma nova fase é necessário dar pelo menos algumas palavras de estímulo.
É primordial que o jurado tenha pelo menos um mínimo de conhecimento musical e expresse isso no programa e não fique de enfeite.
Um dos maiores problemas do programa são os jurados que nem são figuras carimbadas no mundo musical e sua falta de simpatia surpreende.
Depois que os vi dizer que para cantar funk nem necessita de saber cantar e sim apenas de dançar, me surpreendi, já que a vaga do programa comporta pelo grupo de funk poderia ter sido de outro candidato.
Vou começar a cantar e fazer sucesso.
Para cantar tem que ter toda uma preparação e estudo são poucas as pessoas que já nascem sabendo, porque tiveram contato com a música muito cedo.
Alguém ,por favor, diga ao produtor musical que as gravadoras só querem pessoas que darão lucros as elas e por este motivo, num público extremamente jovem jamais serão aprovados candidatos que cantem músicas diferentes dos estilos que nos dias atuais estão acostumados.
O que vende, no nosso país hoje é Funk e Sertanejo.
O funk de hoje perdeu a sua essência.
É a mesma batida, letras que colocam as mulheres como objetos e os homens como pegadores ou vive-versa.
O funk melody das antigas era bem melhor.
O sertanejo principalmente o universitário não está muito diferente.
O sertanejo sofrência feminina tem sido a novidade do momento e até a Vanessa Camargo começou a cantar pra ver se a carreira emplaca.
O que vejo nas apresentações de muitos candidatos são um excesso de gritaria e muita pouca afinação.
Músicas que estão tornando as apresentações extremante monótonas.
O que se viu na maioria das vezes do programa foi uma chuva de candidatos ruins, alguns bem abaixo de qualquer crítica e que, por algum motivo desconhecido, conseguiram a proeza de subir ao palco. Teve muita gente desafinada e que não tinha a menor noção do que é cantar.
A Fernanda Paes Leme, apresentadora do programa é um caso a parte.
Totalmente engessada. forçada, sem espontaneidade alguma e insegura com pouca experiência nas apresentações de programas não convence em nada.
Suas perguntas e observações sem sentido algum ficam devendo ao programa.
As apresentações Halloween realmente estavam um terror com as seleções das músicas de um gosto duvidoso e que nada tinham a ver com o tema.
Os Comentários vazios, sem ousadia para improvisar e um distanciamento enorme com a plateia.
Os candidatos foi um vale à pena ouvir de novo, mas, todos preteridos a tipos mais performáticos do que talentosos, mais desafinados do que audíveis, que visitam um estilo musical sem deixar uma identidade própria.
E para nos premiar, ainda tem Henrique Meireles e sua bobeira e falta de criatividade para fazer perguntas.
Todo mundo quer ter seu lugar ao sol e a fama, mas, nesses formatos de programa dificilmente o candidato que vence ou que se apresentou consegue fazer sucesso.
Precisa mais do que ter carisma e talento e sim um borogodó a mais para que o público o consagre e eleja como ídolo.
O programa busca alguém que venda discos, apareça na televisão e faça shows, se o objetivo do programa é apenas eles escolherem quem vão poder vender e não quem tem mais qualidade, então, não precisa nem se apresentarem mais, já que o perfil procurado é o que a gravadora quer para dar lucro e nada mais.
Quem vence?
Que seja o menos pior!
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários:

Postar um comentário



Receitas da Millena

Atualidades

Relacionamentos

Internet